A "terceira idade" e o Ayurveda


A FASE VATA DA VIDA

     A chamada "terceira idade" em nossa cultura é denominada no Ayurveda de "fase VATA da vida". As "fases" da vida são em número de três (3), a primeira fase, chamada de fase KAPHA,  tem início com o nascimento do bebê e vai nas meninas até a primeira menstruação (nos meninos até os 21 anos aproximadamente). Esta é uma fase em que ganhamos estrutura física. A próxima fase é a fase PITTA, é um período da vida em que temos muita disposição física e mental. A fase VATA inicia na mulher com a menopausa e no homem por volta dos 60 anos de idade.
     A fase VATA é uma fase em que deveríamos tomar nosso acento como anciões da sociedade em que vivemos, onde seríamos respeitados pela nossa trajetória de vida, a qual deveria ser compartilhada com os jovens inexperientes, mas ao mesmo tempo ansiosos por ouvi-la. Receberíamos amor e carinho pelos anos de dedicação na construção de um mundo melhor para todos; além, é claro, dos cuidados ayurvédicos para a manutenção da boa saúde na fase VATA.
     A fase VATA  é uma fase em que o dosha VATA agrava-se "naturalmente", ou seja, há uma tendência que as "características" do dosha VATA se manifestem e que a pessoa sinta seus sintomas. Por esta razão as pessoas, nesta idade, sentem menos sonos à noite, por exemplo, ou que o cabelo fique mais fino, etc. Contudo, aplicando os princípios do Ayurveda de equilíbrio dos doshas a pessoa pode atenuar, e em alguns casos até mesmos eliminar, estes sintomas. Mas isto só é possível se a pessoa chegou nesta idade com os doshas em equilíbrio.



     O dosha VATA possui as seguintes qualidades: frio, leve, seco, instável, áspero e mutável; em nosso corpo ele está localizado primeiramente no cólon e secundariamente no intestino grosso. Por esta razão, os primeiros sintomas de que este dosha está entrando em desequilíbrio é a flatulência e a constipação. Após saturar seus locais de origem, o dosha VATA se manifestará em outras partes do corpo como ciático, aparelho reprodutivo, Sistema Nervoso Central, ossos, etc; manifestando sintomas como: dor no nervo ciático, infertilidade, ansiedade, Síndrome do Pânico, artrites, pressão alta, osteoporoses e afins. O Ayurveda entende que TODO tipo de dor é um desequilíbrio do dosha VATA. 
     Se o VATA em desequilíbrio não for tratado assim que aparecem seus primeiros sintomas a tendência é que ele se agrave, chegando, em alguns casos, aos sintomas de Alzheimer e Parkson. Na mulher é mais fácil perceber o agravamento de VATA com os sintomas da menopausa: ressecamento da pele, cabelos ralos e finos, unhas quebradiças, baixa lubrificação vaginal, desequilíbrio no sono e, em alguns casos, depressão acompanhada de ansiedade.


     O Ayurveda trata o desequilíbrio dos doshas usando o princípio das qualidades opostas como via de equilíbrio do mesmo, assim usamos qualidade como calor, peso e estabilidade para desequilíbrios de VATA. A pessoa deve, principalmente, regularizar sua evacuação e seu sono; usamos uma dieta ANTI-VATA (com qualidades nutritivas), temperos aquecedores e muita oleação no corpo e na cabeça, bem como o aquecimento dos mesmos. Meditação e posturas de equilíbrio da Yoga também são recomendados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário